O tratamento expectante é um procedimento conservador que visa a remoção parcial do tecido cariado seguido de medicação e restauração provisória, com o objetivo de favorecer a formação de dentina reacional, o que pode
permitir a manutenção da vitalidade pulpar. Está indicado para cavidades profundas, quando a remoção da cárie
da parede pulpar ou axial implica em grande risco de exposição
pulpar, especialmente em lesões de cáries agudas ou mistas.
Protocolo clínico: Incialmente é realizado o acesso à lesão de cárie e remoção parcial do esmalte
sem suporte, para facilitar a ação dos instrumentos. Toda o tecido cariado localizada próxima da junção amelodentinária deve ser removido. Apenas parte do tecido cariado localizado próximo da polpa é deixado, sendo aplicada uma fina camada de hidróxido seguido de restauração provisória com cimento de ionômero de vidro.
O paciente retorna após aproximadamente 45 dias
para reavaliação. O êxito do tratamento está relacionado
à ausência de sensibilidade e de imagem radiográfica
sugestiva de lesão periapical. O dente também deve
responder positivamente ao teste de sensibilidade pulpar. Neste retorno do paciente, o material restaurador
e o restante do tecido cariado devem ser removidos
para a restauração definitiva.